Arquivos do Blog

Tem um “pacotinho” na nossa mochila! :D

O ‘Prazer, Mundo’ deu uma pausa nas viagens e consequentemente em algumas postagens já tem um tempinho. Mas não pensem que abandonamos a mochila! Pelo contrário, ficamos ausentes porque estamos experimentando um universo totalmente diferente do que já havíamos experimentado: a maternidade.

Março de 2017, descobrimos que a partir de então teríamos ‘alguém’ para nos acompanhar na mochila! Mais uma aventureira.

Hoje nossa babygirl backpacker está com 9 meses. Algumas coisas já melhoraram, com o passar dos dias o ritmo e algumas rotinas vão se encaixando e entrando nos eixos. Como foi uma grande novidade, nós acabamos nos ausentando do blog e das redes sociais… porém voltamos com tudo, até porque nossa bebê antes de completar 1 mês de vida fez sua primeira viagem interestadual, Rio X SP, rs… de CARRO viu gente, porque com poucos dias de vida não é aconselhável deixar o recém nascido em contato com muitas crianças, idosos em locais fechados.

Mas vamos ao que interessa! Em breve tem post de como está sendo nossa experiência de viajar com bebe de meses e etc… Agora nosso foco é ajudar a desmistificar algumas coisas sobre viajar durante a gravidez.

Vou ser bem sincera, nos três primeiros vezes eu praticamente VEGETEI, passava mal todo santo dia. De manhã tinha queda de pressão e ao longo do dia todos os cheiros possíveis da vida me faziam vomitar, com isso eu quase não saia de casa, apenas para consultas médicas e exames e NENHUMA VIAGEM, rs. Quase entrando no 4º mês de gestação eu ainda passava mal com alguns cheiros, perfumes e temperos de comida.

Resolvi fazer uma viagem RJ x MG, 6 horas de ônibus, 1 parada. Foi bem tranquila, eu nao tinha barriga visível ainda, mas ia no banheiro igual uma desenfreada, rs…. No final da viagem rs… quase boto meus ‘bofes’ pra fora, porque o companheiro de viagem no banco de trás passou mal e vomitou… Imagina, vidros fechados e páaaah, aquele cheeeiro de é melhor a gente deixar pra lá! Foi minha primeira viagem então sozinha .

Depois disso fiz algumas viagens para São Paulo, Minas e começaram a surgir dúvidas, sobre viajar grávida, de carro, avião, ônibus, bote salva vidas, rs…. é aqui que trago a vocês um vídeo que esclarece alguns mitos que eu tinha e algumas gestantes têm.

 

Eu viajei até o 7º mês de gravidez, de carro. Nesse período gestacional não fizemos nenhuma viagem de avião, mas as dicas e esclarecimentos valem pra todos meios de transporte.

Mas talvez a maior loucura que eu fiz durante a gestação foi ir ao Rock in Rio com 8 meses de gravidez rs… Fiz uma promessa para a Doc. de que ficaria próxima aos banheiros e posto de emergência e fora da multidão. Mas amigos, rs o pior foi depois (muitos risos, rs.), o esqueleto todo doendo durante uma semana, com a sensação de que estava gestando umas 30 crianças rs. Não façam isso rs…

Entre uma conversa ou outra com amigas sempre surgia a dúvida de viajar grávida, se há algum impedimento e tal e por isso gravamos um vídeo com a ginecologista e obstetra, Dra. Bethania Rodrigues Maia pra saber os mitos e verdades para uma gestante viajar.

E pessoal se tiverem mais alguma duvida sobre este e outros temas podem entrar em contato com ela através do site http://www.drabethaniamaia.com.br ;) ela é um amor de pessoa!

Confere ai:

Anúncios

Na terra de Tintim e Smurfs. O dia em que conhecemos a capital das histórias em quadrinhos!

Quando estávamos em Paris decidindo qual seria nosso próximo destino, Bruxelas entrou no nosso radar: “Bélgica? O que tem pra fazer lá?”. Uma pesquisa rápida e os principais guias de viagem apresentaram a cidade como terra do Chocolate e das cervejas. Só estes já eram atrativos suficientes para nos levar ao pequeno país europeu, maaaas….algo além nos chamou a atenção: Bruxelas é conhecida mundialmente como a capital das histórias em quadrinhos. Então, partiu!

IMG_7401 Leia o resto deste post

As Cataratas que não te cegam

 

Estávamos planejando uma viagem de começo de ano, férias, algo assim. Nossa ideia era ir para Buenos Aires, na Argentina. Como demoramos para ver passagens, local para hospedagem tudo fico muito caro, foi então que decidimos ir para o Sul do país. Lá teríamos a chance de conhecer não somente uma das mais belas paisagens do Brasil como mais dois países que fazem fronteira conosco, Paraguai e Argentina.Sem título Leia o resto deste post

Coisas que encontramos no exterior e que dariam certo (ou não) no Brasil

Complexo de vira-lata à parte em uma temporada no exterior é impossível evitar comparações dos países que conhecemos com a nossa terra natal. De equipamentos superúteis a serviços com finalidades duvidosas. Conhecemos de tudo nessa aventura pelo exterior e listamos os cinco mais curiosos aqui. Se liga:

1) Sistema de reciclagem inteligente

Elas ficam dentro dos supermercados e trocam parte do dinheiro gasto nos produtos se você devolver a embalagem para reciclagem. Em cada lata e garrafa conseguíamos 25 centavos de euro. O valor é impresso em um recibo e você pode utilizá-lo para pagar a conta do supermercado ou pegar o dinheiro de volta! Encontramos essa maravilha em Hamburgo e Berlim, na Alemanha.

maxresdefault Leia o resto deste post

Por que você não deve largar tudo e viajar o mundo!

É preciso, antes de tudo, esclarecer: este texto não tem o objetivo de desanimar aqueles que sonham em colocar a mochila nas costas e se jogar no mundo! Até por que os benefícios de viajar são cientificamente comprovados e largamente difundidos. A lista, a seguir, são apenas fatos que vivenciamos depois de rodar cinco meses na estrada, passar por quatro continentes e 12 países. A ideia é desmistificar a máxima que dar a volta ao mundo é aquela maravilha de causar inveja no insta!

20150730_060126

– Viajar cansa: Pode parecer impossível de se imaginar, mas viajar sem rumo e por várias cidades e países em um curto espaço de tempo é muito desgastante. Pesa o emocional, o físico e a mochila nas costas! Leia o resto deste post

Estamos falando grego?

Não, definitivamente, não estamos falando grego. Já são 11 dias na Grécia e não aprendemos uma palavra sequer da língua oficial por aqui. Diferente de todos os lugares que passamos, já que por educação e curiosidade sempre decoramos algumas poucas palavras nativas, pelo menos o básico, para nos comunicar. Oi, tudo bem, bom dia, boa noite, obrigado (são exemplos de “palavrinhas mágicas” que todo viajante deveria aprender antes de visitar algum país).

IMG_9765

Nossa cara quando o restaurante só tem menu em grego!

A regra de ouro nos rendeu alguns sorrisos e cordialidades na França. Como de costume baixamos um aplicativo de francês para iniciantes no celular e voilà, estávamos prontos para enfrentar a rigidez com que, supostamente, seríamos tratados pelos franceses ao pedir uma informação na rua em inglês. A frase mágica foi: “parlez vous anglais” (Você fala inglês). Sempre, lógico, acompanhado de um monsieur ou madame. Só uma pessoa que abordamos não sabia falar inglês e fez aquela cara de decepção. Leia o resto deste post

Sabine Freitag

sabine freitag :: bild I text I interaktion

Mundiando

Por Dan Rodrigues

Blog Rent a Local Friend

Live The Local Spirit of Different Cities!

Viagem: Na Ponta do Lápis

Blog de viagens com dicas de alimentação, hospedagem e roteiro

My Wonderland

Maria França

Londres Pra Você - guia brasileira em Londres

Guia brasileira em Londres - passeios privados e personalizados em português

Vagando Por Aí

Dicas para viajar com pouco dinheiro

Comer, beber, viajar

Um blog sobre as coisas boas da vida

Viajante Independente

Dicas e relatos de viagem baseados em fatos reais. O melhor canal de viagens do YouTube.

Vamos Fugir

Viaje mais gastado menos - O Vamos Fugir traz destinos de viagem, histórias e dicas para você conhecer lugares incríveis sem gastar mais do que o necessário